Yane espera que bronze impulsione o pentatlo no Brasil

'Estou muito orgulhosa e sei que a minha responsabilidade é muito grande', disse a atleta

AE, Agência Estado

12 de agosto de 2012 | 15h46

Primeira atleta do Brasil a conquistar uma medalha olímpica no pentatlo moderno, Yane Marques não escondeu a satisfação com o feito alcançado neste domingo, no último dia dos Jogos de Londres. Com o bronze obtido neste domingo, 12, ela espera impulsionar o desenvolvimento da modalidade no País.

"Estou muito orgulhosa e sei que a minha responsabilidade é muito grande. Mas eu queria que esta fosse a última Olimpíada com só um representante do Brasil no pentatlo moderno", afirmou Yane, terceira colocada no pentatlo moderno da Olimpíada, em entrevista ao SporTV.

A brasileira apontou a sua preparação, que a deixou bem condicionada fisicamente para suportar as provas do pentatlo moderno, disputadas em um único dia, e a estratégia adotada neste domingo como fatores fundamentais para o seu êxito neste domingo. Yane esteve entre as primeiras colocadas desde o início das competições.

"Tudo o que falei e planejei antes de chegar aqui se concretizou. Queria chegar no auge da minha forma física e foi o que aconteceu. Fui bem taticamente durante a prova. Assim, sabia que se tudo corresse bem, conseguiria lutar por medalha", disse.

Terceira colocada no ranking mundial do pentatlo moderno, Yane participou da sua segunda Olimpíada. Nos Jogos de Pequim, em 2008, ela ficou na 18ª colocação. Agora, a sua boa preparação rendeu um resultado histórico. "Valeu a pena toda dedicação dos treinos", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.