Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Divulgação
Divulgação

Zagueiro mais caro da história, Van Dijk projeta 'algo especial' no Liverpool

Imprensa inglesa especula que o atleta tenha custado cerca de R$ 330 milhões

Estadao Conteudo

27 de dezembro de 2017 | 18h30

O zagueiro holandês Virgil van Dijk não escondeu a sua satisfação após ser anunciado nesta quarta-feira como novo jogador do Liverpool e se tornar o defensor mais caro da história do futebol. Embora os valores não tenham sido revelados, o Southampton garantiu que se trata de uma cifra recorde para um defensor.

+ Liverpool fecha com o Southampton e contrata zagueiro holandês por valor recorde

A mídia inglesa especula que o jogador de 26 anos teria custado 75 milhões de libras (cerca de 330 milhões). E, diante de uma transação histórica, o jogador da seleção holandesa já projetou conquistar feitos especiais no novo clube.

"Não vejo a hora de vestir a famosa camiseta vermelha do time pela primeira vez", comentou o zagueiro em suas redes sociais. "Darei tudo o que conseguir para ajudar esse grande clube a conquistar algo especial nos próximos anos".

Além de enaltecer o novo clube, Virgil van Dijk também fez questão de agradecer o Southampton. "Gostaria de aproveitar essa oportunidade para dizer obrigado à direção, ao técnico, aos jogadores, torcedores e todos do Southampton. Eu sempre estarei em débito com o clube por me dar a oportunidade de disputar o Campeonato Inglês", comentou. "Aproveitei meu tempo aqui e fiz amigos no clube para a vida".

A transferência se completará no dia 1.º de janeiro, quando a janela será aberta, e o atleta vestirá a camisa de número 4. Antes de fechar com a equipe dos brasileiros Philippe Coutinho e Roberto Firmino, o zagueiro foi especulado por clubes como Manchester City e Barcelona.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.