Zanetti é o melhor nas argolas, mas fica em 9º na Suíça

Campeão olímpico e mundial nas argolas, Arthur Zanetti foi apenas o nono colocado no Memorial Arthur Gander, competição de ginástica artística realizada nesta quinta-feira em Morges, na Suíça. No torneio, cada atleta tem considerada a pontuação de quatro aparelhos. O brasileiro competiu também nas paralelas, no salto e no solo e somou 55,350 pontos.

AE, Agência Estado

31 de outubro de 2013 | 14h38

Nas argolas, sua especialidade, Zanetti fez uma apresentação com nível técnico inferior à que lhe deu o ouro no Mundial, mas mesmo assim foi o melhor da competição, com 15,750 pontos. No salto e no solo, aparelhos que ele também treina e nos quais competiu por São Caetano do Sul nos Jogos Abertos do Interior, há duas semanas, tirou respectivamente notas

13,800 e 13,350.

"Fiz uma série um pouco mais simples em relação à do Mundial, mas foi boa", analisou o brasileiro. "Hoje (quinta), nas paralelas, fiz a minha parte. Não fui bem no solo - tive uma queda - e nem no salto", disse Zanetti, que tirou nota 12.450 nas paralelas, muito abaixo dos demais competidores.

O ouro foi para suíço Pablo Braegger, com 58,200 no geral, a prata para o romeno Andrei Muntean, com 58,000, e o bronze para o ucraniano Oleg Verniaiev, com 58,000. No feminino a vitória foi para Larisa Iordache, da Romênia.

Tudo o que sabemos sobre:
ginástica artísticaArthur Zanetti

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.