Divulgação
Divulgação

Zanetti é ouro nas argolas; Diego Hypolito leva prata no solo

Brasileiros brilham em Doha pela Copa do Mundo de Ginástica

Estadão Conteúdo

26 Março 2015 | 15h33

A ginástica artística masculina do Brasil conquistou duas medalhas no primeiro dia de finais da etapa de Doha (Catar) da Copa do Mundo da modalidade. Nesta quinta-feira, Arthur Zanetti confirmou o favoritismo para ganhar o ouro nas argolas, enquanto Diego Hypolito foi prata no solo.

Apesar das dores no pé, que o impediram de participar da final do salto em Cottbus (Alemanha), no domingo passado, Diego Hypolito fez uma série limpa nesta quinta-feira. A nota 15.425, entretanto, não foi suficiente para superar o norte-americano Jacob Dalton, que ganhou com 14.475. O rival teve melhor nota de partida, o que significa que fez uma série mais complicada. 

Já Arthur Zanetti praticamente repetiu o desempenho da véspera, quando avançou com a melhor nota na fase de classificação das argolas. Com 15.725, ganhou a medalha de ouro com sobras, superando em 0.100 pontos o resultado que lhe valeu a primeira colocação em Cottbus, na estreia dele na temporada.

Na sexta-feira, o Brasil participa de mais duas finais em Doha. Daniele Hypolito compete na trave, aparelho no qual teve a segunda melhor nota das classificatórias. Já seu irmão Diego Hypolito deve disputa a final do salto, a não ser que as dores no pé voltem a preocupar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.