Zarif vai em 6º à medal race, mas não tem chance de medalha no Mundial de Finn

Campeão mundial da classe Finn em 2013, Jorge Zarif sofreu notável queda de rendimento desde então, mas parece estar voltando a velejar em alto nível. Neste sábado, ele alcançou a medal race (regata da medalha) do Mundial de Finn, que está sendo disputado em Auckland, na Nova Zelândia, e termina no domingo. O brasileiro, eleito o melhor atleta olímpico do País há dois anos, entretanto, não chances de medalha.

Estadão Conteúdo

28 Novembro 2015 | 10h37

Zarif, de apenas 23 anos, tem 115 pontos perdidos, na sexta colocação. Como só 10 barcos participam da medal race, que tem pontuação dobrada, o brasileiro não tem mais condições de alcançar o terceiro lugar, atualmente com o neozelandês Andrew Murdoch, que soma 94. Zarif pode somente avançar até ser quarto, mas assegurou ao menos o nono lugar.

De qualquer forma, já será o melhor resultado internacional do jovem brasileiro desde o inesperado título mundial de 2013. No ano passado, ele ficou em 38.º no Mundial de Vela e, nesta temporada, terminou em 24.º no Troféu Princesa Sofia (na Espanha) e em 23.º na etapa de Hyères (França) da Copa do Mundo, eventos mais tradicionais do calendário. Depois, no evento-teste do Rio, foi nono colocado.

Mais conteúdo sobre:
velaJorge ZarifMundial de Finn

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.