Zé Eduardo ganha vaga de titular no Santos

Zé Eduardo, o Zé Love, está ganhando a disputa pela camisa 9 do Santos para a estreia na Copa Libertadores da América, contra o Deportivo Táchira, amanhã às 22h45, na Venezuela. Ele foi aprovado pelo técnico Adilson Batista no teste da última sexta-feira pela versatilidade e pelo gol que marcou na vitória santista por 2 a 0 contra o Noroeste.

Sanches Filho / SANTOS, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2011 | 00h00

No seu retorno por empréstimo até 30 de junho, após ser vendido ao Genova, da Itália, o atacante poderia ter evitado as divididas, porém mostrou que continua sendo o mesmo jogador valente de antes da negociação.

"Quando viajei já sabia da possibilidade do meu retorno imediato, se o passaporte comunitário não saísse dentro do prazo. Tinha propostas para jogar por empréstimo em outras equipes até o meio do ano, mas preferi o Santos, que foi o clube que me abriu as portas", disse o jogador.

Desde julho de 2010, quando cedeu à pressão dos parceiros e concordou em vender os direitos econômicos de André ao Dínamo de Kiev, o Santos passou a procurar um jogador para ser o companheiro de Neymar no ataque. A primeira tentativa foi Keirrison, que depois de rodar pela Europa sem sucesso prometia ser uma boa opção. Mas até agora ele não reagiu.

A história de Zé Love é diferente. Após rodar por clubes de menor expressão, ele assinou contrato de risco de três meses, no começo do ano passado, e acabou contratado. "Venho mostrando o meu valor e potencial. Estou pronto para jogar, ou na função de pivô, ou como um ponta, ou ainda vir de trás para finalizar", afirmou Zé Eduardo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.