Zé Roberto aliviado por ser campeão

O técnico José Roberto Guimarães não consegue esquecer o que chamou "um momento péssimo, o mais decepcionante da carreira", quando a torcida de Belo Horizonte pediu, nesta temporada, o hino da Rússia enquanto tocava o Hino Nacional - uma referência à derrota da seleção brasileira, na Olimpíada (após estar ganhando o set por 24 a 19). Em Atenas, Zé Roberto era técnico da seleção. Em Minas, do Finasa/Osasco, pela Superliga. O episódio fez o treinador pensar que é muito difícil conciliar seleção e clube. "Hoje a seleção tem prioridade. Eu era candidato a esse ciclo olímpico (até Pequim, em 2008) e não ao anterior", disse o técnico, que ainda não sabe se vai se licenciar ou sair do Finasa/Osasco, que levou ao tricampeonato nacional neste sábado."Ainda não sei. Só não quero que o meu time passe pelo que passou, duas vezes, em Belo Horizonte. Não é uma questão financeira sair ou ficar no clube, mas sim de muita dificuldade para conciliar os dois trabalho", acentuou o técnico que quer dez dias para comemorar e descansar - na verdade vai a Itália para ver as semifinais do campeonato nacional, que tem Virna e Fofão. Vai passar - de avião - por Santiago de Compostela (após a Superliga de 2003 fez a caminhada até a cidade), na Espanha, para agradecer o tricampeonato. Mas no meio dessa semana já divulgará a lista com as jogadoras convocadas para um trabalho que começa ainda no mês de abril.Neste sábado, Zé Roberto colocou Mari no banco de reservas e Bia em quadra. Mas explicou que não era porque foi hostilizada - "ão, ão, ão, Mari afundou a seleção", gritavam os torcedores do Rexona. "Ela não estava bem. O difícil foi mesmo jogar em Minas por causa da história do hino da Rússia. A Mari em sua primeira Olimpíada estava enfrentando as russas, de Sokolova, pela primeira vez. Eu queria ter treinado contra as russas... Faltou tempo. Ela não teve culpa."

Agencia Estado,

02 de abril de 2005 | 16h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.