Zebras dominam segundo dia do judô em Londres

Coreia do Norte e Geórgia conquistaram suas primeiras medalhas de ouro em Londres

AE, Agência Estado

29 de julho de 2012 | 13h04

As zebras tomaram conta do segundo dia de disputas do judô, neste domingo, em Londres. As finais das categoria meio-leve envolveram judocas que não apareciam entre os favoritos, que caíram todos nas primeira fases. Melhor para Coreia do Norte e Geórgia, países que conquistaram suas primeiras medalhas de ouro em Londres.

O novo campeão olímpico da categoria masculina até 66kg é o georgiano Lasha Shavdatuashvili, de apenas 20 anos, que venceu na final o húngaro Miklos Ungvari, por um yuko de vantagem. O medalhista de ouro terminou o ranking olímpico no 32.º lugar. O de prata, em 17.º.

O único medalhista que não era considerado azarão é o japonês Masashi Ebinuma, que ficou com uma das medalhas de bronze - ele foi o quarto do ranking olímpico. O outro bronze foi para o sul-coreano Jun-Ho Cho. Cabeça de chave número 1, o russo Musa Mogushkov caiu na primeira rodada, assim como o brasileiro Leandro Cunha. O mongol Tsagaanbaatar Khashbaatar, segundo favorito, perdeu nas quartas de final.

No feminino, categoria até 52kg, uma final entre duas atletas de nações que participam pouco do Circuito Mundial. Melhor para a norte-coreana Kum Ae An, que venceu a cubana Yanet Bermoy Acosta para ficar com o ouro.

A campeã olímpica foi apenas a 25.ª do ranking mundial. A cubana, a 12.ª. Mas as duas fizeram por merecer as suas medalhas, uma vez que eliminaram, na segunda rodada, a primeira e a segunda cabeças de chave, Misato Nakamura, do Japão, e Bundmaa Munkhbaatar, da Mongólia

As medalhas de bronze enter as mulhres também ficaram nas mãos de atletas que não estavam entre as favoritas: a francesa Priscilla Gneto e a italiana Rosalba Forciniti.

Tudo o que sabemos sobre:
Judô Olimpíadas 2012Olimpíadajudô

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.