Zokora parou C. Ronaldo e espera barrar Kaká

Na estreia da Costa do Marfim, Zokora parou Cristiano Ronaldo. Não ficou o tempo todo na marcação do craque, mas, sempre que o teve por perto, levou a melhor. Hoje, contra o Brasil, deverá ter a missão de brecar Kaká e Luís Fabiano, seu companheiro no Sevilla.

, O Estado de S.Paulo

20 de junho de 2010 | 00h00

Zokora é volante de origem, mas tem bom passe e, por isso, às vezes joga na meia. Na terça-feira, porém, o técnico marfinense, o sueco Sven-Goran Eriksson, surpreendeu ao colocá-lo no lado esquerdo da zaga. "Percebi que o Zokora, com seu posicionamento e vigor físico, se sairia bem na posição. Como tem bom passe, ajudaria na saída de bola. Deu certo e vou manter", disse.

É uma má notícia para os brasileiros. Isso porque, contra Portugal, Zokora movimentou-se por todo o setor defensivo. Fez cobertura dos laterais, ganhou disputas de bola no chão e pelo alto e saiu para dar combate no meio-campo. Hoje, pode fazer isso se a marcação sobre Kaká estiver frouxa. O volante disse ter se adaptado bem à função. "Não tive problemas, mesmo porque estou bem fisicamente", explicou. O encontro com Luís Fabiano é encarado com naturalidade. "É um grande jogador. Vai ser bom jogar contra ele."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.