Alemanha goleia Inglaterra e avança na Copa do Mundo

A Alemanha se classificou às quartas de final da Copa do Mundo da África do Sul, neste domingo, ao conseguir uma vitória histórica em clássico contra a Inglaterra. Em partida disputada no Estádio Free State, na cidade de Bloemfontein, os alemães se impuseram e golearam os rivais por 4 a 1.

LEANDRO SILVEIRA, Agência Estado

27 de junho de 2010 | 13h06

Garantida nas quartas de final, a Alemanha aguarda a definição do seu adversário no jogo marcado para o dia 3 de julho, na Cidade do Cabo. A seleção tricampeã mundial vai enfrentar o vencedor do confronto entre as seleções da Argentina e do México, que vão se enfrentar ainda neste domingo.

As duas seleções entraram em campo para a disputa do clássico deste sábado pressionadas por campanhas irregulares na primeira fase. Enquanto os alemães foram derrotados em um dos seus jogos, os ingleses empataram duas partidas. Mas os alemães, com um futebol consistente, mostraram que podem lutar pelo título mundial na África do Sul.

Sem o contundido Cacau, a Alemanha ao menos contava com Schweinsteiger e Boateng, recuperados de lesões. O técnico Joachim Low decidiu manter apenas Klose enfiado na grande área, mas com as chegadas de Muller, Podolski e Ozil, que ajudavam na marcação no meio-de-campo. Na Inglaterra, Fabio Capello decidiu manter a equipe que venceu a Eslovênia por 1 a 0, na última rodada da fase de grupos, com o ataque sendo formado por Defoe e Rooney.

O primeiro tempo da partida foi eletrizante. Melhor em campo e se aproveitando de erros dos defensores adversários, a Alemanha criou várias chances de gol e abriu 2 a 0 com facilidade. A Inglaterra, porém, reagiu, marcou um gol, mas foi prejudicada pela arbitragem, que não deu um gol de Lampard. No segundo tempo, os alemães definiram o triunfo ao encaixar contra-ataques perfeitos e golearam os rivais.

Principal estrela da Inglaterra, o astro Wayne Rooney decepcionou nesta Copa do Mundo. O atacante não fez nenhum gol na competição e aumentou o seu jejum na seleção para nove jogos com mais uma atuação apagada. Já pelo lado da Alemanha, brilharam Klose, que chegou aos 12 gols na Copa do Mundo, e Muller, que marcou dois gols que foram decisivos para o triunfo.

O JOGO - A seleção alemã começou a partida melhor do que a Inglaterra, controlando o jogo no meio-de-campo. E a primeira chance de gol da equipe surgiu aos cinco minutos. Ozil foi lançado na grande área e bateu de primeira, rasteiro. James fez boa defesa com a perna.

A Alemanha concentrava as suas jogadas no lado direito do ataque, com Muller, mas sem muito sucesso, enquanto a Inglaterra aplicava boa marcação no meio-de-campo, o que impedia finalizações perigosas dos oponentes. Sem muita criatividade, os ingleses também enfrentavam dificuldade para ameaçar o goleiro Neuer.

Aos 20 minutos, o goleiro Neuer bateu um tiro de meta, Klose ganhou a disputa com Upson e se esticou para finalizar com a pé direito, tirando o goleiro James e fazendo a bola entrar no canto esquerdo. Com este gol, o atacante chegou aos 12 em Copas do Mundo e se igualou a Pelé. Ronaldo, com 15, é o maior artilheiro da história da competição.

O gol aumentou o domínio da Alemanha, que se aproveitava das falhas defensivas da Inglaterra. Aos 30 minutos, Müller tabelou com Ozil e tocou para Klose. Cara a cara com o goleiro, o centroavante finalizou e o goleiro James fez a defesa. O segundo gol alemão saiu aos 32 minutos. Muller tabelou com Klose pela direita, entrou na área e passou para Podolski, que dominou e bateu com a bola passando por baixo das pernas de James.

A Inglaterra chegou com perigo pela primeira vez aos 35 minutos. Milner cruzou rasteiro da direita, Lampard se antecipou à zaga e finalizou de carrinho. Neuer defendeu no susto. Pouco depois, Upson se redimiu da sua falha no primeiro gol alemão. Aos 37 minutos, Gerrard recebeu a bola na direita e cruzou para Upson, que subiu mais do que os seus marcadores, aproveitou falha de Neuer e cabeceou para as redes.

No lance seguinte, a Inglaterra quase chegou ao empate. Lampard chutou de longe, a bola bateu no travessão, entrou no gol e saiu. A arbitragem, porém, errou e não deu o gol. A jogada lembrou a final da Copa do Mundo de 1966, vencida pelos ingleses por 4 a 2 na prorrogação. Quando a partida estava empatada em 2 a 2, Hurst finalizou, a bola bateu na travessão, não entrou na meta, mas o juiz deu gol para a Inglaterra. Dessa vez, a Alemanha é que foi beneficiada por um erro.

Em desvantagem, a Inglaterra começou o segundo tempo com mais iniciativa, tocando a bola no setor ofensivo, mas a marcação alemã funcionava bem. Assim, a equipe apostava em chutes de fora da área. Aos sete minutos, Lampard cobrou falta da intermediária e acertou o travessão da meta alemã.

A aposta da Alemanha era em contra-ataques para aproveitar os espaços deixados pelos defensores ingleses. Aos 19 minutos, os alemães trocaram passes no campo de ataque, Schweinsteiger recebeu e finalizou de direita, rasteiro. A bola passou rente à trave direita do gol defendido por James.

Como a Inglaterra precisava reagir, Capello resolveu ousar, sacando o volante Milner para a entrada do meia-atacante Joe Cole. Mas foi a Alemanha que chegou ao gol. Aos 22 minutos, Lampard acertou a barreira em cobrança de falta, Barry perdeu a bola, Schweinsteiger puxou contra-ataque em velocidade e passou para Muller, que bateu no canto direito do gol da Inglaterra.

Aos 25 minutos, a Alemanha transformou a sua vitória em goleada após mais um contra-ataque perfeito. Ozil foi lançado na esquerda em velocidade e cruzou para a área. Muller finalizou e marcou o seu terceiro gol na Copa do Mundo. Agora, o alemão é o artilheiro do torneio ao lado de Higuaín, Vittek, David Villa, Donovan e Gyan.

O quarto gol desnorteou a Inglaterra, que via a Alemanha trocando passes e tinha dificuldades para chegar com perigo, mesmo lutando para reagir. Aos 36 minutos, Gerrard invadiu a área em velocidade, driblou um defensor e finalizou para boa defesa de Neuer. Muito pouco, porém, para evitar a vitória da seleção alemã.

FICHA TÉCNICA

Alemanha 4 x 1 Inglaterra

Alemanha - Neuer; Lahm, Friedrich, Mertesacker e Boateng; Khedira,Schweinsteiger, Muller (Trochowski), Ozil (Kiessling) e Podolski; Klose (Gomez). Técnico: Joachim Löw.

Inglaterra - James; Johnson (Wright-Phillips), Terry, Upson e Ashley Cole; Milner (Joe Cole), Barry, Lampard e Gerrard; Rooney e Defoe (Heskey). Técnico: Fabio Capello.

Gols - Klose, aos 20, Podolski, aos 32, e Upson, aos 37 minutos do primeiro tempo; Muller, aos 22 e aos 25 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Friedrich (Alemanha); Johnson (Inglaterra).

Árbitro - Jorge Larrionda (Uruguai).

Local - Estádio Free State, em Bloemfontein (África do Sul).

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2010futebolAlemanhaInglaterra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.