Cassio Rippel decepciona e fica só em 27º no tiro esportivo

Brasileiro era candidato a repetir feito de Felipe Wu, prata nos Jogos

Demétrio Vecchioli, Estadão Conteúdo

12 Agosto 2016 | 11h01

Principal candidato a repetir a medalha conquistada por Felipe Wu no tiro esportivo, Cassio Rippel não passou de um frustrante 27.º lugar em sua estreia olímpica, na carabina deitado. Militar de carreira, o paranaense de 38 anos chegou a ficar dentro da zona de classificação à final, entre os oito primeiros, mas não resistiu à pressão do fim da prova.

Nas quatro primeiras séries de tiro, ele fez 105,3, 104,2, 103,2 e 103,5 pontos, respectivamente. Se mantivesse a média das duas primeiras, chegaria à final. Mas, nas últimas duas, seu desempenho caiu vertiginosamente, para 102,4 e 102,7 pontos.

O brasileiro terminou a competição com 621,3 pontos, distante dos 624,8 que fez o oitavo colocado, último a se classificar à final. Sergey Kamanskiy, da Rússia, liderou com 629,0 pontos. Ele estabeleceu o recorde olímpico, uma vez que essa foi a primeira disputa olímpica neste formato na carabina deitado.

Campeão dos Jogos Pan-Americanos na prova, Rippel volta a competir na Olimpíada no domingo, na carabina três posições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.