Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Governo diz que a Olimpíada do Rio deve impactar 39 aeroportos

Cidade tem expectativa de receber 350 mil turistas estrangeiros

Estadão Conteúdo

18 de janeiro de 2016 | 13h09

Com a expectativa de receber 350 mil turistas estrangeiros, a maior parte deles no Rio de Janeiro, o governo federal já trabalha para evitar que o sistema aéreo brasileiro enfrente problemas durante os Jogos Olímpicos de 2016. De acordo com planejamento elaborado pela Secretaria de Aviação da Presidência da República, 39 aeroportos do País terão operação especial no período dos Jogos.

Além dos que contam com terminais de passageiros, os aeroportos que deverão ter preparação especial incluem os de menor porte. Eles estão localizados no Rio de Janeiro, nas cidades-sede do futebol ou a até 200 quilômetros de distância delas. Segundo o governo, a coordenação não afetará os horários dos voos comerciais regulares, que continuarão tendo prioridade.

Na avaliação da Secretaria de Aviação, os aeroportos deverão registrar pelo menos quatro picos de movimentação durante a Olimpíada e a Paralimpíada. O principal deles deve ser em 22 de agosto, um dia após o encerramento dos Jogos, quando 95 mil embarques estão previstos. Na abertura, em 5 de agosto, a previsão é de 90 mil desembarques. Nos Jogos Paralímpicos, o pico deverá ser de 45 mil desembarques no dia da abertura (7 de setembro) e 40 mil embarques em 19 de setembro.

Os números foram divulgados nesta segunda-feira, data que marca os 200 dias para início dos Jogos do Rio-2016. "A execução do planejamento do setor começou há mais de 100 dias, orientada por um manual que rege as operações durante os Jogos. Agora, nosso objetivo é fazer os ajustes necessários para solucionar possíveis demandas complementares e desafios do setor como um todo", informou Thiago Meirelles, coordenador do Comitê Técnico de Operações Especiais (CTOE), por meio de nota.

Além do embarque e desembarque de turistas, a chegada de atletas e equipamentos também é estudada. A Secretaria de Aviação selecionou sete eventos-teste para avaliar o funcionamento dos aeroportos: remo (realizado em agosto), bocha (novembro), saltos ornamentais (19 a 24 de fevereiro), rúgbi em cadeira de rodas (26 a 29 de fevereiro), pentatlo moderno (10 a 14 de março), tiro esportivo (14 a 25 de abril) e ginástica (16 a 24 de abril).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.