'A gente acredita que os brasileiros possam correr bem'

Técnico do Brasil aposta em boa prova dos brasileiros na maratona

Entrevista com

Adauto Domingues, técnico do atletismo brasileiro

O Estado de S.Paulo

20 Agosto 2016 | 18h38

1. Qual é a expectativa de desempenho dos brasileiros na maratona?

A gente espera que seja possível no dia corresponder às expectativas. Maratona é uma prova muito dura porque o desempenho dos adversários é imprevisível, tem a questão do calor, da distância. A gente acredita que os brasileiros possam correr bem, numa faixa de 2h11min até 2h15min. Estava até pensando em 2h10min para o Marilson, mas acho difícil. O calor vai ser excessivo.

2.Como superar a supremacia dos africanos?

O Marilson, no auge, conseguia correr de igual para igual com esses caras. É uma questão de momento. Nossos atletas são talentosos, mas o Quênia tem uma quantidade muito grande de bons atletas. O Paulo e o Solonei já fizeram boas maratonas em campeonatos mundiais. A impressão que passa é que correr bem é só ganhar medalha. A gente espera que eles consigam fazer uma grande prova. 

3.Marilson é quem tem mais chance? 

Eu acho que está aberto, os três estão com marcas muito parecidas, vai depender de quem conseguir se adaptar melhor às condições. O clima tem mudado muito no Rio. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.