AP Photo/Natacha Pisarenko
AP Photo/Natacha Pisarenko

'A semifinal foi a luta mais difícil', diz técnico de Rafaela Silva

Judoca brasileira venceu a romena Corina Caprioriu antes de chegar à final

Ciro Campos, Marcio Dolzan e Paulo Favero enviados especiais ao Rio, Estadão Conteúdo

08 de agosto de 2016 | 20h20

A medalha de ouro de Rafaela Silva no judô, conquistada nesta segunda-feira nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, foi encaminhada praticamente ao se garantir a vaga na decisão. Para o treinador da brasileira, Mario Tsutsui, a vitória na complicada semifinal, junto com a ida à final de uma adversária que já havia sido vencida pela carioca, deram ainda mais confiança para que o título olímpico viesse.

"Na semifinal contra a romena (Corina Caprioriu) a luta para foi para o golden score. A Rafaela sentiu o nervosismo de ter que ir para a final. Quando ela venceu e vimos a atleta da Mongólia (Sumiya Dorjsuren) ganhando a outra semifinal, ficamos confiantes e vimos que tínhamos mais chances da medalha de ouro", afirmou o treinador após a decisão. Rafaela Silva confirmou na Arena Carioca 2 a expectativa da torcida, ao ganhar o torneio na categoria até 57kg.

Segundo o treinador, caso não fosse a mongol a adversária, a final seria mais difícil. "A gente esperava que a japonesa fosse para a final. Ela traria mais dificuldades. A Rafaela estava treinada e conseguiu se recuperar depois da semifinal", afirmou. A temida adversária citada por ele é Kaori Matsumoto, campeã olímpica da modalidade em Londres-2012.

A estratégia para a final foi traçada minutos antes de entrar no tatame, com base em confrontos anteriores contra a mongol, alguns vencidos pela brasileira. "Combinamos de aproveitar os erros. Porque a adversária erra muitos ataques, e foi o que aconteceu. A Rafaela contra-atacou e até o juiz ficou indeciso para quem dava os pontos. Preparamos esse plano um pouco antes", contou.

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Mande um WhatsApp para o número (11) 99371-2832 e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio 2016" e convide seus amigos para participar também!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.