Água do rio Amarelo abastecerá Pequim na Olimpíada

É a segunda vez que é feito o desvio; volume de água equivale a 17 dias de consumo da capital

Ansa

07 de março de 2008 | 11h50

A China iniciou a transferência de água do rio Amarelo para Pequim para impedir que a cidade sofra uma crise de abastecimento durante as Olimpíadas, no próximo mês de agosto, afirmou nesta sexta-feira a imprensa chinesa, segundo a qual 156 metros cúbicos de água do rio já foram desviados para a capital.Esta é a segunda vez que água do rio Amarelo é transferida para Pequim. A primeira foi efetuada no final de janeiro. Segundo o China News Servive, a decisão de usar a água do rio Amarelo, que corre através das regiões mais áridas do país, foi tomada para "salvaguardar a segurança ambiental da região onde vão ocorrer as Olimpíadas e o equilíbrio ecológico do norte da China".O volume de água "sugado" do rio é equivalente, grosso modo, ao consumo de 17 dias da capital, que, segundo dados oficiais, utiliza diariamente 9,4 milhões de metros cubos de água. Saindo do rio Amarelo, a água atravessa um canal de 300 quilômetros e é então depositada no lago Baiyangdian, a cerca de 70 quilômetros da capital.O vice-diretor da Secretaria de Águas de Pequim, Zhang Shouquan, declarou que a solução do problema de abastecimento de água na capital durante as Olimpíadas foi "um teste duro" para a administração municipal.Segundo Zhang "a água que chega na capital é absolutamente segura. A qualidade agora é satisfatória e podemos certamente garantir água de boa qualidade para os atletas". 

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.