Divulgação
Divulgação

Alison/Bruno, Evandro/Pedro e Larissa/Talita avançam sem perder sets

Duplas brasileiras somam três vitórias cada na etapa de Moscou

Estadão Conteúdo

26 de maio de 2016 | 14h35

As quatro duplas que representarão o Brasil no vôlei de praia dos Jogos Olímpicos do Rio estão começando muito bem a parte mais dura da temporada internacional. Alison/Bruno Schmidt, Pedro Solberg/Evandro e Larissa/Talita conquistaram três vitórias cada na fase de grupos do Grand Slam de Moscou (Rússia) e avançaram às oitavas de final do torneio sem sequer perderem sets. Ágatha/Bárbara Seixas sofreu uma derrota nesta quinta e terá que disputar a repescagem.

Pela chave masculina, Alison e Bruno venceram duas partidas nesta quinta-feira, sobre os canadenses Binstock/Schachter (duplo 21/14) e os poloneses Losiak/Kantor (21/18 e 26/24). Pedro Solberg e Evandro tiveram um dia complicado, contra duplas de bons resultados, mas venceram por 2 a 0 tanto os mexicanos Virgen/Ontiveros (21/18 e 21/17) quanto os italianos Nicolai/Lupo (22/20 e 21/17).

Entre as mulheres, o dia foi de só um jogo por time. Larissa e Talita venceram Menegatti/Orsi, da Itália, com duplo 21/18, enquanto Agatha e Bárbara Seixas caíram diante de Heidrich/Zumkehr, da Suíça, num jogo muito parelho, por 2 sets a 1 (23/21, 21/23 e 16/14). Na repescagem, sexta, elas enfrentam Slukova/Hermannova, da República Checa.

Se avançarem, entram no caminho de Juliana/Taiana, dupla que avançou às oitavas com três vitórias, sendo a desta sexta-feira sobre Kolosinska/Brzostek, da Polônia. Elize Maia/Duda está na repescagem, mas deu trabalho, quarta, para Walsh/Ross, dupla dos Estados Unidos. Nesta quinta, as brasileiras venceram Motrich/Makroguzova, da Rússia, avançando em segundo no grupo.

Vitor Felipe/Álvaro Filho é outra dupla do Brasil invicta. Nesta sexta, os paraibanos venceram Windscheif/Fuchs (Alemanha) e Nummerdor/Varenhorst (Holanda) e avançaram direto às oitavas de final. O único time brasileiro eliminado é Ricardo/André Stein, que estreou como dupla em Moscou com três derrotas na fase de grupos. Antes, entretanto, eles haviam furado o qualifying.

O Grand Slam de Moscou é o primeiro de uma série de cinco torneios de premiação máxima no Circuito Mundial, sendo seguido de eventos em Hamburgo (Alemanha), Olsztyn (Polônia), Porec (Croácia) e Gstaad (Suíça), todos na sequência, até 10 de julho. Depois ainda será jogado mais um torneio, em Klagenfurt (Áustria) antes da Olimpíada. Até aqui, a temporada 2016 do vôlei de praia já teve 11 eventos, sendo que só um, no Rio, era válido como Grand Slam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.