Almanaque Olímpico: Maria Lenk, precursora da natação no Brasil

Atleta brasileira nunca ganhou uma medalha em Olimpíadas

Demétrio Vecchioli, O Estado de S. Paulo

13 de abril de 2016 | 14h58

Maria Lenk nunca ganhou uma medalha olímpica, mas a máxima que vale para Zico e a Copa do Mundo também se encaixa aqui: azar dos Jogos Olímpicos. A nadadora, nascida em 1915, foi uma precursora do esporte no Brasil. Aprendeu a nadar no Rio Tietê, quando isso ainda era possível, e foi a primeira mulher sul-americana a disputar uma Olimpíada, em 1932. Maria Lenk voltaria aos Jogos Olímpicos em 1936, em Berlim, sendo a primeira mulher a se apresentar no nado borboleta, isso em uma prova no estilo de peito.

Como os Jogos de 1940 não foram realizados por conta da guerra, ela nunca mais disputou uma Olimpíada. Morta em 2007, estará no Rio dando nome ao Parque Aquático que receberá as provas de saltos ornamentais.

OUÇA O BOLETIM NA ÍNTEGRA:

Tudo o que sabemos sobre:
jogos olímpicosalmanaque olímpico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.