Ana Marcela Cunha acerta com Unisanta e será companheira de Poliana Okimoto

Os dois maiores nomes das provas de águas abertas no Brasil estão juntas pela primeira vez. Depois de muita especulação, Ana Marcela Cunha confirmou o acerto para voltar a defender a Unisanta, assinando com a equipe santista por cinco anos, até os Jogos Olímpicos de 2020. Na Baixada, ela se junta a Poliana Okimoto, rival que agora será sua companheira.

Estadão Conteúdo

09 de novembro de 2015 | 14h54

Ana Marcela, que é natural da Bahia, construiu sua carreira no esporte de alto rendimento na Unisanta, chegando àquela equipe aos 15 anos, em 2007. Ela permaneceu em Santos até o fim de 2012, quando se transferiu para o Sesi.

O contrato com o Sesi, entretanto, chegou ao fim no último dia 31 de outubro e não houve acordo financeiro para renovação. No fim de semana passado, Ana Marcela já competiu sem o uniforme do Sesi nas duas etapas de Salvador do Campeonato Brasileiro de Maratona Aquática. A competição terminou no sábado, encerrando a temporada 2015 nas águas abertas, e no domingo ela anunciou a Unisanta como seu destino.

Ana Marcela deve conceder entrevista coletiva na quinta-feira, em Santos, para explicar como será sua preparação para 2016. Ela vinha sendo treinada por Fernando Possenti, que é funcionário do Sesi e permanece em São Paulo. A Unisanta tem Marcio Latuf, especialista em provas de velocidade (trabalha com Matheus Santana e Nicholas Santos), e Ricardo Cintra, marido e técnico de Poliana.

Com Possenti, Ana Marcela teve a melhor fase da carreira, conquistando cinco medalhas em dois Mundiais, incluindo uma prata (2013) e um bronze (2015) nos 10 quilômetros, que é a distância olímpica. Já são 17 provas internacionais (18 contando a etapa do Brasileiro que contou com a fortíssima seleção italiana) com Ana Marcela no pódio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.