Loic Venance / AFP
Loic Venance / AFP

Ana Patrícia e Rebecca perdem de virada, mas avançam às oitavas no vôlei de praia

Set vencido contra as norte-americanas garantiu as brasileiras na próxima fase

Redação, Estadão Conteúdo

30 de julho de 2021 | 22h44

Ana Patrícia força o saque e manda para fora. O erro custa o terceiro set e o jogo com a parceira Rebecca. Com a derrota de virada para as americanas Kelly Claes e Sarah Sponcil, por 17/21, 21/19 e 11/15, as brasileiras não apenas perdem a chance de fechar em primeiro do Grupo D como terminam em terceiro. O set vencido, porém, garantiu vaga nas oitavas de final do vôlei de praia como melhor terceiro lugar, escapando da repescagem.

Após a concretização dos jogos dos outros grupos, as brasileiras viram os dois sets vencidos nas derrotas para as americanas e também para as holandesas, há dois dias, serem decisivos para a melhor campanha entre os terceiros colocados.

Das três partidas disputadas nos Jogos Olímpicos, elas ganharam apenas da dupla queniana, por 2 a 0. Mas, os sets somados nas derrotas ajudaram a avançarem direto nos critérios de desempate.

Depois de um grande primeiro set e triunfo por 21/17, as brasileiras começaram a errar demais a partir do segundo, o que custou caro. Tentavam fechar o jogo e acabaram caindo por 21 a 19, levando a decisão para o tie-break.

No set final, com pontuação apenas até 15, as falhas foram ainda maiores e Claes e Sponcil abriram vantagem boa de cinco pontos. As brasileiras ainda tentaram reação no fim. Um contra-ataque perdido poderia diminuir o placar para 13 a 11. As americanas abriram 14 a 10, bloquearam para fora, mas no saque errado de Ana Patrícia garantiram a vitória e a liderança da chave.

A queda de rendimento das brasileiras tem motivo. Elas estão buscando a redenção em Tóquio depois de sofrerem em toda a preparação por causa das lesões. Perderam muitos torneios e quase não conseguiram trabalhar juntas. Mas estão garantidas nas oitavas e seguem sonhando em ir longe no vôlei de praia, que já rendeu 13 medalhas olímpicas ao País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.