Sam Robles / CBF
Sam Robles / CBF

Andressa Alves destaca foco no ataque da seleção em preparação para Tóquio

Atacante da seleção brasileira admitiu que há margem para desenvolvimento ofensivo no time

Redação, Estadão Conteúdo

14 de julho de 2021 | 10h32

Após duas semanas de trabalho intenso em Portland, nos Estados Unidos, a seleção brasileira feminina se encaminha para seus últimos dias de preparação visando os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Sob o comando da sueca Pia Sundhage e de toda a comissão técnica, a equipe chega na reta final dos treinamentos em alta voltagem. Às vésperas da estreia, Andressa Alves revelou que o foco das atividades tem sido voltado para o setor ofensivo.

A atacante da seleção brasileira admitiu que há margem para desenvolvimento ofensivo no time. De acordo com Andressa Alves, o objetivo é se reconectar, de forma coesa, com as características pelas quais o futebol brasileiro é reconhecido mundialmente.

"Pelo fato da Pia ser europeia, a gente vem trabalhando muito tecnicamente, taticamente principalmente. É algo que ainda podemos evoluir, por isso a Pia trabalha tanto com a gente. Até por isso nós melhoramos muito defensivamente. Precisamos melhorar ofensivamente, precisamos criar mais jogadas ofensivas, sermos mais agressivas, trazer essa parte do futebol brasileiro, que é bastante ofensivo. Mas estamos chegando bem preparadas, claro que têm seleções que são favoritas, mas quando a gente veste essa camisa do Brasil temos sempre que lutar pelo primeiro lugar", destacou Andressa Alves, antes de citar o que vem sendo trabalhado nessas últimas semanas de preparação.

"A gente vem bem preparada defensivamente, temos tomado poucos gols. A gente precisa evoluir um pouco ofensivamente, a gente vem trabalhando para isso. Temos que ter mais criatividade, variar bastante as opções ofensivas. Afinal de contas, é o que o brasileiro tem de melhor, que é o improviso, o drible. Ainda temos esse 'restinho' de tempo para poder trabalhar até a estreia. E, claro, que estamos bem ansiosas para estrear", completou a atacante.

Mas apesar de todo esforço e treinos intensos na reta final de preparação, o clima na seleção feminina é dos mais leves possíveis. Com as atletas em sintonia dentro e fora de campo, a atmosfera desencadeia em brincadeiras e atividades bem-humoradas. Uma das 'líderes da resenha', Andressa Alves explica que a alegria no cotidiano é fundamental para uma melhor desempenho.

"Sim, estou em todos os vídeos de brincadeiras e resenhas (risos). Trazer alegria para o nosso dia a dia é muito importante. Porque a gente só tem esse grupo, nossa família e amigos estão no Brasil. Quanto mais a gente treinar feliz, mais a gente vai render. Mas, claro, a gente sabe da importância que é vestir a camisa do Brasil, então sabemos os momentos de estarmos sérias também. Quando estamos dentro de campo, sempre damos nosso melhor. Mas a alegria do Brasil sempre tem que estar aqui, temos que demonstrar isso onde quer que a gente for", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.