Wander Roberto/COB
Wander Roberto/COB

Aos 40 anos, Paulo Roberto obtém índice da maratona e fica perto da 3ª Olimpíada

Veterano corre a Maratona de Sevilha em 2h10min08 e agora aguarda o fim do período de classificação

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

23 de fevereiro de 2020 | 14h32

Mais um atleta brasileiro obteve índice para a Olimpíada de Tóquio. O veterano Paulo Roberto de Almeida Paula, de 40 anos, correu a Maratona de Sevilha, na Espanha, abaixo da marca exigida ao completar a distância em 2h10min08, sendo 1min22 mais rápido do que o tempo estipulado. Também foi a marca mais rápida da sua carreira na tradicional prova.

Paulo Roberto tinha os 2h10min23 alcançados em Pádua, na Itália, em 2012, como melhor tempo da carreira. O resultado deste domingo o deixou na 24.ª colocação na Maratona de Sevilha, prova que foi vencida pelo etíope Mekuant Ayenew Gebre em 2h04min46, seguido pelo queniano Barnabas Kiptum, com 2h05min05, e pelo compatriota Regasa Bejica, com 2h06min24.

"Foi uma prova tática, tinha em mente correr a 3min06, 3min07 por quilômetro e foi o que aconteceu. Estou feliz pelo índice e por estar quebrando as barreiras da idade", disse Paulo Roberto, que completará 41 anos em 8 de julho.

Daniel Chaves também havia alcançado o índice olímpico da maratona, com 2h11min10, na Maratona de Londres de 2019. Eles estão bem perto de terem assegurada a participação nos Jogos de Tóquio, mas ainda é preciso esperar o fim do período de classificação, pois cada país só pode ter três representantes na prova. Além disso, há limite de 80 corredores para a maratona.

Caso a classificação se confirme, Paulo Roberto vai participar pela terceira vez de uma Olimpíada. O brasileiro competiu em Londres-2012, tendo ficado em oitavo lugar, e também no Rio-2016, sendo o 12.º colocado. No ano passado, o brasileiro foi o 19.º da prova no Mundial de Atletismo de Doha.

A obtenção do índice olímpico também completa uma semana importante para Paulo Roberto. Na última quinta-feira, ele havia sido convocado para participar do Mundial de Meia Maratona após o pedido de dispensa de Gilmar Silvestre Lopes. A disputada está agendada para 29 de março, em Gdynia, na Polônia.

"Trabalhamos bastante a meia maratona e algumas provas de 10km, mas sempre visando a maratona porque o foco era ele estar numa Olimpíada em condições de boa performance", disse Luís Fernando Almeida Paula, técnico de Paulo Roberto.

Ele ainda deve participar de outra maratona, para tentar melhorar o índice, como explicou o seu treinador. "Temos a pretensão de correr mais uma maratona, provavelmente a de Hamburgo (está agendada para 19 de abril) para melhorar ainda o tempo", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.