Wolfgang Rattay/Reuters
Wolfgang Rattay/Reuters

Após chorar, Simone Biles 'treina' com cachorro e espera pelos Jogos de Tóquio

Ginasta americana diz ter ficado triste pelo adiamento da Olimpíada, mas entende necessidade de cuidados com pandemia

Redação, Estadão Conteúdo

01 de abril de 2020 | 15h42

O adiamento dos Jogos de Tóquio para 2021 causado pela pandemia do novo coronavírus fez a maior atleta da atualidade chorar. A norte-americana Simone Biles, de 23 anos, revelou seu descontentamento nesta quarta-feira em entrevista ao The Talk Show, dos EUA, mas comentou também do "treinamento" com o cachorro, de sua preparação para a sua segunda Olimpíada e da prioridade em se cuidar da saúde mundial.

"Chorei, mas no fim das contas, foi a decisão certa", disse Biles. "Precisamos ter certeza de que todos os Estados Unidos e o mundo estão seguros", afirmou a atleta, que domina a ginástica nos últimos sete anos.

Por causa do coronavírus, Biles está se exercitando em sua casa em Columbus, Ohio. Além dos trabalhos abdominais, flexibilidade e força, a ganhadora de quatro medalhas de ouro e uma de bronze nos Jogos do Rio-2016, "treina" com o cachorro em passeios diários. "Mentalmente, mais um ano, acho que isso vai nos afetar", disse Biles, que passou um ano "sabático" em 2017 para relaxar o corpo. Voltou ainda melhor e soma 25 pódios, com 19 medalhas de ouro em campeonatos mundiais.

A americana, de 1,45 metro de altura, planeja como poderá ser seu retorno aos treinamentos quando tudo isso acabar. "Só estou tentando me manter saudável e em forma antes que eu possa retornar ao ginásio e iniciar o processo de treinamento novamente."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.