Após folga, Robert Scheidt defende o Top 3 na classe Laser em Tóquio-2020

Após folga, Robert Scheidt defende o Top 3 na classe Laser em Tóquio-2020

A programação começa à 0h05 (de Brasília), na raia de Enoshima

Redação, Estadão Conteúdo

28 de julho de 2021 | 15h00

Terceiro colocado na classificação geral da classe Laser na Olimpíada de Tóquio-2020, Robert Scheidt volta ao mar nesta quinta-feira para disputar as sétima e oitava regatas de um total de 10. A programação começa à 0h05 (de Brasília), na raia de Enoshima, e o bicampeão olímpico de 48 anos segue confiante e concentrado na luta pela sexta medalha em sua sétima participação nos Jogos.

"Faltam quatro regatas até a medal race e estou conseguindo ser bastante constante. O importante é seguir velejando bem, manter a concentração e o foco. A competição está equilibrada e a prova disso é a alternância de desempenho e resultados entre os principais velejadores", disse o atleta, que aproveitou o dia de folga desta quarta-feira para descansar.

"Tivemos dias pesados, especialmente a terça-feira, quando ficamos quase sete horas na água. Isso porque o vento acabou entre a segunda e terceira regata e tivemos que esperar. Por isso, o importante é aproveitar para recuperar o corpo ao máximo, com descanso e fisioterapia", contou o maior medalhista olímpico do Brasil, com cinco pódios.

Scheidt entrou na zona de medalhas na classe Laser da Olimpíada após velejar no Top 10 em quatro das seis regatas disputadas até agora (11.°, 10.°, 4.°, 3.°, 17.° e 5.°). Com o desempenho, figura em terceiro lugar, com 33 pontos perdidos, já contando o descarte do pior resultado (17.° na quinta regata). Está seis pontos atrás do segundo colocado, o australiano Matt Wearn, e a 15 pontos do líder, o cipriota Pavlos Kontides.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.