Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Após operação da PF, Beltrame diz que população do Rio deve confiar na polícia

Secretário de Segurança Pública do Rio afirma que cidade 'está pronta' para os Jogos

Constança Rezende, O Estado de S. Paulo

21 de julho de 2016 | 18h40

O secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, declarou que não há mudanças no planejamento de segurança após a divulgação da operação da Polícia Federal desta quinta-feira que prendeu 10 suspeitos de terrorismo. Beltrame disse que a população deve ter confiança na polícia e afirmou que a secretaria está em fase de revisão do plano de segurança.

"Estamos prontos, planejados e em fase de revisão da estratégia de segurança. Revendo ponto a ponto tudo o que foi feito. Estamos nos preparando para a Olimpíada desde 2007, com o Pan, a Jornada Mundial da Juventude e a Copa do Mundo. Cada evento desse nos agregou inteligência, integração de forças, e nos e deixou grande legado", disse Beltrame, em coletiva de imprensa no Centro de Integrado de Comando e Controle.

Beltrame afirmou que não sabia da operação da PF antes dela ter sido deflagrada e que ainda está recebendo informações sobre o caso. "Precisamos estar preparados para nos antecipar aos fatos. Mas o Brasil tem um nível de ameaça muito baixo. Vamos capacitar oficiais para botar onde há maior número de aglomeração das pessoas", afirmou.

Ele acrescentou que o Rio terá 10.500 policiais militares por dia nas ruas durante a Olimpíada. Beltrame participou nesta quinta de uma reunião, já programada antes da operação da Polícia Federal, com autoridades de segurança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.