Aurelien Meunier| Getty Images
Aurelien Meunier| Getty Images

Após polêmica, francês Agnel defenderá título olímpico

Nadador venceu os 200 metros livre em 2012, em Londres

Estadão Conteúdo

06 de abril de 2016 | 13h25

O nadador francês Yannick Agnel vai ao Rio defender o título olímpico dos 200 metros livre, conquistado nos Jogos de Londres, em 2012, apesar de não ter conquistado a vaga na seletiva nacional, numa prova que acabou ficando marcada pela polêmica envolvendo o seu resultado.

Na semana passada, no classificatório da natação francesa, Agnel terminou na terceira posição, atrás de Jeremy Stravius e Jordan Pothain, que, assim, ficaram com as vagas dos 200 metros nos Jogos do Rio. As imagens de TV, porém, deixaram claro que o campeão olímpico tocou a parede em segundo lugar, o que não foi detectado pela cronometragem oficial da seletiva.

Diante disso, Agnel e seu treinador recorreram do resultado, mas não tiveram êxito na ação. Posteriormente, então, declararam a intenção de recorrerem à Corte Arbitral do Esporte com a intenção de reverter o resultado que impedia a defesa do seu título no Rio. Nesta quarta-feira, porém, o impasse foi resolvido. O diretor técnico da Federação Francesa de Natação, Jacques Favre, afirmou que Pothain decidiu se concentrar na disputa dos 400 metros livre na Olimpíada, abrindo espaço para Agnel ser o segundo representante da França na disputa dos 200 metros nos Jogos do Rio. Nessa prova, aliás, ele foi campeão mundial em 2013.

Em Londres-2012, Agnel faturou outras duas medalhas, ambas em disputas de revezamento: ouro no 4x100m livre e prata no 4x200m, prova em que ele também foi selecionado para a Olimpíada do Rio.

Tudo o que sabemos sobre:
AgnelOlimpíadaNatação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.