Wang Zhao/AFP
Wang Zhao/AFP

Campeão olímpico prevê volta por cima: 'Vou chocar as pessoas'

Norte-americano Aries Merritt passou por um transplante de rim

Estadão Conteúdo

10 de setembro de 2015 | 10h41

Pouco mais de uma semana após passar por um transplante de rim, o norte-americano Aries Merritt já sonha com a volta às pistas. Atual campeão olímpico dos 110m com barreira, o atleta recebeu o órgão de sua irmã na terça-feira da semana passada, ainda sente as dores da cirurgia, mas garante: sua história nas pistas está longe de terminar.

"Eu realmente sinto, do fundo do coração, que vou ser capaz de correr loucamente agora que tenho um novo rim", declarou o atleta em entrevista à agência Associated Press. E ele não quer saber apenas de voltar a competir. "Eu ainda vou chocar muitas pessoas", garantiu.

Ouro em Londres, Merritt é o recordista mundial dos 110m com barreira, com a marca de 12,80s obtida também em 2012. Prova da capacidade física do atleta foi que no Mundial de Pequim deste ano, somente quatro dias antes de passar pela cirurgia, ele garantiu a medalha de bronze.

Merritt descobriu há dois anos uma rara doença genética que prejudica os rins. Na época, ele chegou a dizer que deixaria as pistas, mas voltou atrás em sua decisão, seguiu competindo e conseguiu mais uma medalha no fim de agosto. Após a prova, o próprio atleta disse que estava somente com 75% de suas condições.

"A avalanche de apoio que eu recebi desde então tem sido muito fenomenal. Muitas pessoas me chamaram de herói de Pequim, herói do atletismo", comentou o norte-americano de 30 anos, que competiu no Ninho do Pássaro mesmo mais três quilos a menos de seu peso normal e com o rim pouco funcional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.