Kai Pfaffenbach/Reuters
Kai Pfaffenbach/Reuters

Após tri nos 200m, Bolt se compara a Pelé e Muhammad Ali

"Estou tentando ser um dos maiores", diz velocista

Gonçalo Junior e Nathalia Garcia, enviados especiais ao Rio, O Estado de S. Paulo

19 Agosto 2016 | 00h14

A conquista do tricampeonato olímpico na prova dos 200 metros no Rio-2016, na noite desta quinta-feira, no Engenhão, colocou Usain Bolt no mesmo patamar de outras lendas esportivas como Muhammad Ali e Pelé. A opinião é do próprio jamaicano.

"Estou tentando ser um dos maiores. Ser como Muhammad Ali e Pelé. Espero que eu esteja nesse patamar depois desses Jogos Olímpicos", afirmou o tricampeão, que já havia conquistado o tri também nos 100 metros, a prova mais tradicional do atletismo.

Para Bolt, os resultados provam que ele já está entre os maiores esportistas de todos os tempos. Nesta sexta-feira, ele buscará a mesma marca no revezamento 4x100 metros. "Eu não preciso provar mais nada. O que mais tenho de fazer para provar que sou um dos maiores de todos os tempos?", perguntou o velocista, após a conquista inédita no Engenhão.

Apesar da satisfação com o segundo ouro nos Jogos do Rio, Bolt lamentou não ter quebrado o recorde da prova. Ele anotou 19s78 enquanto o recorde, dele próprio, é de 19s19, conquistado no Mundial de Berlim, em 2009. O corredor de 29 anos brincou com a própria idade. "Eu corri forte na curva. Na reta, meu corpo não respondeu. Estou ficando velho", avaliou o atleta, que completa 30 anos no domingo, última dia do Rio-2016.

 

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Mande um WhatsApp para o número (11) 99371-2832 e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio 2016" e convide seus amigos para participar também!

Mais conteúdo sobre:
Usain Bolt Atletismo RIo 2016 Olimpíada

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.