Argentina fica com o bronze no basquete masculino

A seleção argentina masculina debasquete conquistou no domingo a medalha de bronze nos JogosOlímpicos de Pequim ao vencer a Lituânia. A seleção argentina -- campeã em Atenas-2004 -- bateu otime lituano por 87 a 75 sem muita dificuldade, apesar daausência de sua maior estrela, Manu Ginóbili, que ficouassistindo do banco. Ginóbili, do San Antonio Spurs, sofreu na sexta-feira lesãono tornozelo esquerdo, na partida contra o favorito EstadosUnidos, e teve que deixar a quadra, facilitando as coisas paraos americanos, que acabaram vencendo por mais de 20 pontos eagora lutam com a Espanha pelo ouro. "Queríamos ganhar o bronze por Manu", disse à ReutersCarlos Delfino. "Ele quis aquecer para o jogo, mas sentia muitador. É fantástico ganhar o bronze, essa equipe tem um coraçãoincrível". Ginóbili era o cestinha do torneio até sofrer a lesão, queagravou um problema anterior. "Tentei antes da partida, mas sabia que seria muitodifícil. Não podia correr. Não tentei ser um herói, se jogassepoderia ter sido pior para a equipe". "Estou muito orgulhoso do que os rapazes fizeram, é difícilencontrar as palavras certas, estou é muito emocionado",completou. Argentina e Lituânia começaram a partida em equilíbrio, semmuita diferença no primeiro quarto. O time argentino acelerou o jogo e no segundo quarto játinha boa vantagem, chegando a 24 pontos no terceiro quartograças aos arremessos de três pontos de jogadores como LeonardoGutiérrez e Andrés Nocioni, bem como às roubadas de bola. A Lituânia ameaçou uma reação e chegou a reduzir adiferença para 12 pontos, mas foi insuficiente para brecar osargentinos que voltaram a aumentar a vantagem até encerrar ojogo com tranquilidade e começar a festa pelo segundo pódioconsecutivo da equipe. Carlos Delfino foi o cestinha do jogo, com 20 pontos,seguido do seu compatriota Luis Scola, que marcou 16. (Reportagem de Pablo Garibian)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.