Carlos Garcia Rawlins/Reuters
Carlos Garcia Rawlins/Reuters

Argentina perde para França e enfrentará o Brasil na disputa pelo bronze no vôlei

Na fase de grupos, argentinos deram trabalho para a equipe de Renan Dal Zotto, mas acabaram perdendo a partida de virada no tie-break

Redação, Estadão Conteúdo

05 de agosto de 2021 | 13h53

A França venceu a Argentina na semifinal do vôlei masculino, nesta quinta-feira, por 3 sets a 0, e pela primeira vez garantiu sua primeira medalha olímpica na modalidade. Com parciais de 25/22, 25/19 e 25/22, os franceses, que se vingaram após perderem para os argentinos na fase de grupos, disputarão o ouro com o Comitê Olímpico Russo, algoz do Brasil na outra semifinal.

"A França jogou muito bem no ataque e no serviço. Não conseguimos contrariar isso", admitiu o treinador da Argentina, Marcelo Méndez.

Os argentinos chegaram a assustar a França no primeiro set, abrindo vantagem de três pontos, faltando quatro para ganhar a parcial. No entanto, a reação francesa foi tamanha que os europeus viraram o marcador, ganharam o set inicial e, nos próximos, foram bastante superiores pela postura em quadra, ao contrário dos adversários, que sentiram o baque com a perda do primeiro set.

Dessa forma, a Argentina enfrentará o Brasil na disputa da medalha de bronze, no que será uma reedição dos Jogos Olímpicos de Seul, na Coreia do Sul, em 1988. Na época, os argentinos venceram um grande jogo de cinco sets, conquistando a única medalha no vôlei.

Argentina e Brasil já se enfrentaram na fase de grupos com uma vitória por 3 a 2 para a seleção do técnico Renan Dal Zotto, "O Brasil é um rival muito duro, não à toa é o último campeão olímpico", comentou Bruno Lima, oposto da seleção argentina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.