Associação dos atletas critica suspensão geral a russos após doping

A Associação Mundial dos Atletas Olímpicos criticou publicamente nesta segunda-feira a decisão de impedir a participação de todos os esportistas russos do atletismo em competições internacionais, na esteira do escândalo de doping na Federação Russa de Atletismo.

Estadão Conteúdo

14 de dezembro de 2015 | 14h08

A entidade russa foi suspensa da Associação das Federações Internacionais de Atletismo (IAAF) em razão das investigações que apontaram suposto doping sistemático, e com apoio das autoridades, na entidade. Diversos esportistas do atletismo russo foram flagrados em testes positivos neste ano.

Com a suspensão da Federação Russa, os atletas ficam impedidos de competir internacionalmente, ameaçando até a participação deles nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, no próximo ano.

Para a Associação Mundial dos Atletas Olímpicos, a medida é injusta com os esportistas que nunca foram flagrados em exames antidoping. A entidade pediu uma "solução urgente" para permitir que os atletas limpos possam competir normalmente nos próximos meses, considerados vitais para a preparação para a Olimpíada.

A associação argumenta que estes atletas "tem seus direitos e suas reputações protegidas e honradas". A entidade sugere que esportistas de países suspensos, mas com histórico pessoal ilibado, possam ser submetidos a "testes extraordinários" para serem liberados para competir.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.