Atletas poderão levar bíblias aos Jogos, dizem chineses

Bocog nega que vá impedir manifestações religiosas durante os jogos, em agosto do ano que vem

15 de outubro de 2007 | 10h13

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Pequim (Bocog) garantiu nesta segunda-feira que vai permitir a entrada de bíblias na Vila Olímpica durante o evento, em agosto de 2008. A entidade nega que vá proibir qualquer manifestação religiosa dos atletas, como publicou o jornal italiano La Gazzetta dello Sport.Um funcionário do Bocog disse à agência Efe que haverá ainda na Vila uma capela ecumênica para os atletas. A principal reclamação da entidade é que o jornal não teria procurado a entidade para confirmar a história, publicada na edição do dia 12 de outubro. O texto da Gazzetta dizia que os chineses proibiriam a entrada de bíblias na cidade por razões de segurança e que nenhum atleta poderia levar símbolos religiosos. A China, por outro lado, em seu trabalho para melhorar sua imagem para os jogos, diz trabalhar para acabar com as críticas sobre falta de liberdade religiosa no país.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008religião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.