Autoridades revistarão usuários do aeroporto de Pequim

Moradores da capital chinesa já se sentem incomodados com as excessivas medidas de segurança para os Jogos

EFE

16 de julho de 2008 | 11h16

O Governo chinês anunciou nesta quarta-feira que a partir do próximo dia 20, qualquer pessoa que quiser entrar no aeroporto de Pequim será revistada, mesmo que more na capital chinesa, em mais uma medida de segurança para os Jogos Olímpicos. Equipes de segurança ficarão em todas as portas dos três terminais do aeroporto e revistarão até mesmo os funcionários do local. Já foram feitas recomendações àqueles que forem buscar pessoas para que evitem entrar no local, economizando tempo. A organização do aeroporto prometeu tomar medidas para evitar aglomerações nas portas. Aqueles que tentarem entrar com substâncias explosivas ou inflamáveis serão severamente punidos. A medida é mais um motivo de irritação para os moradores da capital chinesa, que já se mostram cansados com a série de procedimentos visando à segurança nos Jogos Olímpicos. As autoridades afirmam que tudo é necessário e pede paciência, pelo bem do evento.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.