Barcellos diz que parte psicológica será importante na final

Treinador quer manter o Brasil tranquilo para a decisão contra os Estados Unidos nesta quinta-feira em Pequim

Redação,

20 de agosto de 2008 | 07h46

O técnico da seleção brasileira de futebol feminino, Jorge Barcellos, quer manter a tranqüilidade da equipe para a partida desta quinta-feira contra os Estados Unidos, a partir das 10 horas (de Brasília), que decidirá o campeão dos Jogos Olímpicos de 2008.Veja também:A campanha brasileira na Olimpíada de Pequim"A parte psicológica é mais importante. Agora, o melhor treinamento é descanso e concentração", explicou o treinador, consciente que o trabalho de preparação foi bem feito. "É o momento para as jogadoras refletirem tudo o que foi feito nesses últimos quatro anos."De acordo com o treinador, na disputa pelo ouro é importante ter atenção com as principais qualidades das rivais. "Os Estados Unidos são uma equipe forte, perigosa. Temos que marcar em cima, sem dar espaço. Precisamos usar a velocidade da Marta e da Cristiane, sempre pelo lado do campo", assinalou, antes do início do treino desta quarta, o último antes do confronto decisivo.SEGUNDA VEZEsta é a segunda vez que Brasil e Estados Unidos decidem o torneio de futebol feminino na Olimpíada. Em Atenas/2004, as norte-americanas venceram na prorrogação."Naquela época tinha aquela coisa de marinheira de primeira viagem, mas agora estamos mais tranqüilas e sabemos onde queremos chegar", disse a atacante Marta ao SporTV. "vamos trabalhar em grupo e procurar surpreendê-las", completou.Para Cristiane, autora de dois gols na vitória por 4 a 1 na semifinal contra a Alemanha, cada vez mais as jogadoras de outros países respeitam o futebol feminino brasileiro. Ela acredita que evoluiu durante a competição. "No começo do campeonato, infelizmente a não tive muitas oportunidades de gol, mas ainda bem que e agora estou tendo".Para a meio-campo Simone, é importante agora manter a concentração para depois comemorar. "O ouro é o desejo de todo atleta mundial, mas primeiro temos que fazer nossa parte e depois sonhar".ESCALAÇÃOComo não tem problemas de contusão ou de suspensão, o técnico Jorge Barcellos deve manter o time que vem jogando.Assim, a escalação do Brasil para a disputa da medalha de ouro na Olimpíada, na final contra os Estados Unidos, deve ter: Bárbara; Érika, Renata Costa e Tânia Maranhão; Simone Jatobá, Daniela Alves, Formiga, Ester e Maycon; Marta e Cristiane. (Com AE)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.