Basquete: China vai com força máxima contra Espanha e EUA

A seleção da China de masculino basquete não poupará jogadores e atuará de maneira agressiva contra os Estados Unidos e a Espanha, os favoritos de seu grupo, informou a agência oficial Xinhua.   "Alguns dizem que deveríamos poupar esforços para enfrentarmos Alemanha e Angola, nossos rivais aparentemente mais fáceis, mas não faremos isso. Lutaremos com tudo em cada partida, e cada uma delas será o 'jogo da nossa vida'", afirmou Li Yuanwei, subdiretor da Associação Chinesa de Basquete (CBA).   A China, comandada por Yao Ming, ficou no complicado grupo B do basquete masculino, ao lado de EUA, Espanha, Alemanha, Angola e Grécia, atual vice-campeã mundial. No entanto, vitórias contra angolanos e alemães poderiam bastar para a classificação às quartas-de-final.   Li disse ainda que a seleção chinesa "não se sente intimidada" por estar no grupo que reúne as três melhores equipes do Mundial do Japão, que foi conquistado pela Espanha e no qual os EUA acabaram em terceiro. A China terminou em oitavo em Atenas 2004, sua melhor posição em uma edição dos Jogos Olímpicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.