Adrian Dennis/AFP
Adrian Dennis/AFP

Bolt e Gatlin sobram e vão à semifinal dos 200 metros no Mundial

Velocista jamaicano é o mais rápido da sua bateria, com 20s28

Estadão Conteúdo

25 de agosto de 2015 | 09h29

Seis. Nove? Quem sabe? Com os dedos das mãos e as tradicionais brincadeiras antes da largada das eliminatórias dos 200 m no Ninho do Pássaro, Usain Bolt deu o recado. Tem seis medalhas de ouro olímpicas, mas quer chegar a nove. Para isso, precisa seguir como o homem mais rápido do mundo também nos 200 m. Nesta terça-feira, sobrou na sua bateria para avançar à semifinal do Mundial. Justin Gatlin, favorito da prova, também se classificou na sessão noturna em Pequim (China) - manhã no Brasil.

Bolt claramente relaxou nos 40 metros finais das eliminatórias. Mesmo assim, foi o mais rápido da sua bateria, com 20s28, longe do que está acostumado a fazer. O que importava era avançar à semifinal. Também por isso Justin Gatlin, que tem 19s57 nesta temporada, fez apenas 20s19.

O mais rápido da manhã foi o turco Ramil Guliyev, com 20s01, o equivalente ao oitavo melhor tempo do ano e recorde nacional. Os jamaicanos Nickel Ashmeade e Julian Forte também passaram à final. A surpresa foi o norte-americano Isiah Young, quinto do ranking mundial, ficando pelo caminho.

Bruno Lins ficou fora da final. Ele foi quinto colocado da sua série, com 20s42, a um centésimo da melhor marca da temporada. Avançaram à semifinal os três primeiros de cada bateria e os três melhores tempos entre os demais. Bruno fez a quinta melhor marca, 27.ª no total. Já Aldemir Gomes Júnior correu sua bateria em 20s59, longe do seu melhor no ano (20s44). Acabou no 37.º lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.