Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Polícia Civil diz que boxeador marroquino estuprou camareiras da Vila dos Atletas

Marroquino Hassan Saada pode ficar de fora dos Jogos Olímpicos

Constança Rezende, O Estado de S. Paulo

05 de agosto de 2016 | 10h14

A Polícia Civil informou que prendeu o boxeador marroquino Hassan Saada, na manhã desta sexta-feira pelo crime de estupro. De acordo com as informações da 42ª Delegacia de Polícia (Recreio dos Bandeirantes), o atleta teria estuprado duas camareiras brasileiras que trabalhavam na Vila dos Atletas, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, na última quarta-feira, 3.

Hassan Saada teria atacado uma das camareiras encostando-a na parede e pressionando com as coxas, tentando beijá-la. O boxeador teria apertado os seios da segunda e, com um movimento com as mãos, pedido para que ela o  masturbasse, em troca de dinheiro.

A prisão foi feita pela delegada  Carolina Salomão. Já a investigação do caso foi conduzida pelo delegado Eduardo Ozório, que coletou provas do crime e representou pela decretação da prisão temporária do atleta. O Juizado do Torcedor e dos Grandes Eventos deferiu a medida, pelo prazo de quinze dias.

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Mande um WhatsApp para o número (11) 99371-2832 e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio 2016" e convide seus amigos para participar também!

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.