Clayton de Souza| Estadão
Clayton de Souza| Estadão

Boxeadora Andreia Bandeira é eliminada nas quartas de final por chinesa

'Pequei no terceiro round, ali que perdi', diz brasileira

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

17 de agosto de 2016 | 16h44

Um dia depois do ouro de Robson Conceição, a boxeadora brasileira Andreia Bandeira foi eliminada do torneio olímpico de boxe ao perder, nesta quarta-feira, para a chinesa Qian Li, em decisão unânime dos jurados. Os três atribuíram 40 pontos à chinesa e 36 à brasileira. O confronto era válido pelas quartas-de-final do torneio, na categoria feminina de 69 a 75 quilos. A chinesa vai enfrentar na semifinal a holandesa Nouchka Fontijn.

"Pequei no terceiro round, foi ali que perdi", avaliou a boxeadora. "Mas ter disputado a Olimpíada e conseguido chegar até aqui, após as lesões que tive, já representa uma medalha de ouro para mim", avaliou.

Claudio Aires, técnico da equipe brasileira de boxe que disputa a Olimpíada, elogiou Andreia e os demais boxeadores: "Hoje não deu para a Andreia, mas todo mundo se esforçou, ralou muito para chegar aqui. A medalha do Robson (Conceição, que nesta terça-feira conquistou o ouro na categoria masculina até 60 quilos) é um pouquinho de toda a equipe, cada atleta tem um pedacinho daquele ouro, porque o esforço foi de todos", afirmou.

Apesar dos elogios, Andreia foi amplamente dominada pela chinesa nesta quarta-feira. Qian Li encontrou a distância certa para a brasileira, conectou ótimos golpes e convenceu os três juízes de que merecia a vitória em todos os três assaltos, garantindo a decisão unânime.

Pior para Andreia, que garantiria ao menos a medalha de bronze se tivesse saído vencedora do combate. Na estreia no Rio, a brasileira havia conseguido uma vitória suada, por decisão dividida, sobre a panamenha Atheyna Bylon.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.