Brasil bate recorde de modalidades com vaga para Pequim

Segundo o Comitê Olímpico, o país terá representante em 28 modalidades diferentes, superando Atenas 2004

Agência Estado

19 de maio de 2008 | 17h31

O Brasil está perto de alcançar o número recorde de atletas classificados para a Olimpíada, mesmo assim, já conseguiu bater uma marca histórica. Em Pequim, a delegação brasileira terá representantes em 28 modalidades diferentes, superando as 26 que tinham sido conseguidas nos Jogos de Atenas, há quatro anos. As duas novas modalidades que terão brasileiros nos Jogos de Pequim, em agosto, são canoagem de velocidade e lutas, que tiveram seus primeiros classificados nesse fim de semana. Assim, o Brasil passou a ter um total de 233 atletas já garantidos para a Olimpíada, bem perto do recorde de 247 que foram para Atenas - a previsão do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) é que a equipe tenha 270 integrantes. A vaga na canoagem veio com Nivalter Santos, que chegou em segundo lugar na prova do C1 500m do Campeonato Pan-Americano de Canoagem de Velocidade, domingo, em Montreal, no Canadá. Assim, ele vai se tornar o primeiro brasileiro a disputar a competição de canoa na história dos Jogos Olímpicos. Nas lutas, o Brasil também conseguiu uma classificação histórica. A vaga foi conquistada por Rosângela Conceição no sábado, com o vice-campeonato da categoria até 72kg da luta livre durante o Torneio Pré-Olímpico de Edmonton, no Canadá. Ela já tinha disputado os Jogos Olímpicos de Atlanta 96. E agora, será a primeira mulher brasileira a disputar a Olimpíada nessa modalidade.  O fim de semana ainda foi de festa para outros seis atletas brasileiros, que confirmaram o índice olímpico para Pequim. Foram todos representantes do atletismo, que conseguiram a classificação durante o Meeting do Rio, no domingo: Sandro Viana (200m), Zenaide Vieira (3000m com obstáculos), Anselmo Gomes da Silva (110m com barreiras), Fabiano Peçanha (800m) e Erivaldo Vieira (salto em distância). Agora, além da canoagem de velocidade e das lutas, o Brasil já tem vaga garantida no atletismo, boxe, ciclismo/estrada, ciclismo/mountain bike, esgrima, futebol (masculino e feminino), ginástica artística, ginástica rítmica, handebol (masculino e feminino), hipismo/adestramento, hipismo/CCE, hipismo/saltos, judô, levantamento de peso, nado sincronizado, natação, pentatlo moderno (feminino), remo, saltos ornamentais, tae kwon do, tênis de mesa, tiro com arco, tiro esportivo, vela, vôlei (masculino e feminino) e vôlei de praia (masculino e feminino). Das 41 modalidades do programa dos Jogos Olímpicos de Pequim, o Brasil ainda tem chance de classificação para mais cinco delas: badminton, basquete, ciclismo/BMX, tênis e triatlo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.