Brasil brilha no último dia da natação na Paraolimpíada

André Brasil é ouro e Daniel Dias bate recorde de medalhas; País termina com 19 pódios só no Cubo D'Água

André Rigue, estadao.com.br

15 de setembro de 2008 | 09h44

A natação brasileira fechou com brilhantismo sua participação nos Jogos Paraolímpicos. Com ouro de André Brasil, duas pratas de Daniel Dias (uma no revezamento) e um bronze de Edênia Garcia nesta segunda-feira, o País somou um total de 19 pódios, o que corresponde a 46,3% das medalhas conquistadas pelo Brasil em Pequim - são 41 no total (clique aqui e veja quem foi ao pódio). Veja também: Vote: Brasil terminará entre os 10 primeiros no quadro?André Brasil conquista ouro nos 400 metros livre S10Daniel Dias conquista a prata nos 50 metros e bate recorde Com apenas 20 anos, Daniel Dias foi o principal nome do Brasil na natação. Nesta segunda, ele foi prata na final dos 50 metros livre S5 (para atletas com limitação físico motora) e no revezamento 4x50 metros medley 20 pontos. Ele subiu em nove pódios em Pequim, tornando-se o maior conquistador de medalhas do Brasil numa única edição de Jogos Paraolímpicos. Além das medalhas desta segunda, Daniel Dias ganhou ouro nos 50 metros costas (com 35s28), nos 100 metros livre (com 1min11s05, recorde mundial), nos 200 metros medley e nos 200 metros livre (com 2min32s32, recorde mundial). Ele também foi prata nos 50 metros borboleta e nos 100 metros peito, além de um bronze no revezamento 4x50 metros 20 pontos. Outro grande nome da natação verde-e-amarela foi André Brasil Esteves. O nadador terminou em primeiro lugar (4min05s84) nesta segunda-feira na disputa dos 400 metros livre da categoria S10 - atletas com uma pequena deficiência físico-motora. Ao todo, André Brasil levou cinco medalhas em Pequim. O atleta de 24 anos, além de subir ao lugar mais alto do pódio nos 400 metros livre, venceu as disputas dos 50 metros livre, dos 100 metros livre e dos 100 metros borboleta. A outra conquista foi uma prata nos 200 metros quatro estilos. Clodoaldo Silva, que em Atenas 2004 faturou seis ouros e uma prata (recorde batido por Daniel Dias nesta segunda), não conseguiu um bom desempenho por causa da mudança de categoria. O atleta teve de deixar a S4 para competir na S5, de nível mais elevado. Ao todo, Clodoaldo levou um bronze, no revezamento 4x50 metros 20 pontos, e uma prata, no revezamento 4x50 metros medley 20 pontos. As mulheres também marcaram presença no pódio nesta segunda-feira. Edênia Nogueira Garcia levou o bronze na final dos 50 metros livre S4. A atleta foi a única a escolher o estilo costas para nadar no Cubo D'Água, nado que é sua especialidade. Ela terminou com o tempo de 53s28. Outros brasileiros subiram ao pódio ao longo da campanha da natação em Pequim: Phelipe Rodrigues (duas pratas na categoria S10, nos 100 metros livre e 50 metros livre), Verônica Almeida (bronze no S7, nos 50 metros borboleta) e Fabiana Sugimori (bronze no S11, nos 50 metros livre). Com o bom desempenho da natação, o Brasil superou com facilidade as 33 medalhas faturadas nos Jogos de Atenas. O atletismo, outro esporte de destaque dos atletas paraolímpicos, não alcançará a marca da natação e terminará em Pequim como o segundo esporte com mais medalhas para o Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.