Brasil desafia o calor contra baixinhos do Vietnã

Técnico Dunga terá última oportunidade de realizar testes na seleção antes dos Jogos Olímpicos de Pequim

Almir Leite, O Estado de S. Paulo

31 de julho de 2008 | 18h30

O adversário da seleção olímpica brasileira nesta sexta-feira, no segundo e último amistoso da fase final da fase de preparação para a Olimpíada de Pequim, não estará em campo. Mesmo porque a seleção do Vietnã nem sequer tem tamanho para enfrentar a equipe brasileira. É composta por jogadores baixinhos, a maioria com menos de 1,70 metro, que correm muito e jogam pouco. O maior rival do Brasil no Estádio Nacional de Hanói será o calor. A partida começa às 20 horas locais (10 horas em Brasília), quando a temperatura mínima deve ser por volta de 30 graus - o estadao.com.br transmite o duelo. Dunga sabe que o sparring não pode ser levado a sério. O Vietnã ocupa apenas a 124.ª posição no ranking da Fifa - está pouco à frente de Cingapura, 127.ª colocada, que a seleção bateu por 3 a 0 na segunda-feira. Não deve servir nem mesmo para o treinador aferir a evolução do entrosamento do time. Assim, sua maior preocupação é evitar o desgaste dos jogadores. Para isso, vai fazer várias substituições ao longo da partida. "Não podemos correr riscos. Precisamos chegar inteiros à estréia", disse Dunga após o treino desta quinta no Estádio Nacional, realizado, evidentemente, sob forte calor. Quem der sinal de desgaste, por menor que seja, vai ser substituído. Os jogadores admitem que terão dificuldade. "Com essa temperatura, é difícil manter o ritmo depois de algum tempo", afirmou Alexandre Pato. Aos poucos, Dunga vai dando sinais de que tem na cabeça o time que começa a participação na Olimpíada no dia 7, contra a Bélgica. É praticamente a equipe que vai escalar de início nesta sexta. Um tit  VietnãPhan Van Santos; Nhu Thanh, Huynh Quang, Van Phong e Van Nhien; Minh Duc, Van Tal, Phan Than Urong, Hung Minh e Phan Than Phuc; Nguyen TranhTécnico: Henrique Calisto BrasilRenan; Rafinha, Thiago Silva, Breno e Marcelo; Hernanes, Lucas, Anderson e Diego; Ronaldinho Gaúcho e Alexandre PatoTécnico: DungaÁrbitro: Veerapu Prayol (Tailândia)Estádio: Nacional, em Hanói (Vietnã)Horário: 10 horas (de Brasília)ular quase certo, o zagueiro Alex Silva, do São Paulo, não vai jogar. Está suspenso por sua expulsão no amistoso em Cingapura e vai dar lugar a Breno. Ronaldinho Gaúcho continuará jogando no ataque, ao lado de Alexandre Pato. O treinador, porém, não diz com todas as letras que já tem a equipe definida. "Continuo treinando, fazendo observações, testando opções." O goleiro, pelo menos, ele confirma: é Renan, do Internacional. "Ele vem jogando e vai permanecer." O estádio vai estar lotado: os 45 mil ingressos para o amistoso foram vendidos em poucas horas, na semana passada. A cota da CBF, que gira em torno de US$ 450 mil (quase R$ 700 mil), vai ajudar a pagar parte da conta da seleção para disputar a Olimpíada - a estimativa é que os gastos cheguem a R$ 3 milhões. No sábado, a delegação viaja para Shenyang, já na China, onde disputará os dois primeiros jogos na Olimpíada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.