Brasil é ouro e prata na disputa dos 50 m livre na natação

André Brasil conquista sua terceira medalha de ouro ao cravar a marca de 23s61; Phelipe Rodrigues é prata

Redação,

14 de setembro de 2008 | 09h29

A natação brasileira voltou a brilhar nos Jogos Paraolímpicos de Pequim. Além do bronze de Fabiana Sugimori, o domingo foi coroado com um ouro e uma prata nos 50 metros livre da classe S10, para atletas com uma pequena deficiência físico-motora.   Veja também: Fabiana Sugimori conquista o bronze nos 50 metros classe S11  Vote: Brasil terminará entre os 10 primeiros no quadro?   André Brasil Esteves conquistou a medalha de ouro ao cravar a marca de 23s61, tempo que superou o seu próprio recorde mundial, que era de 24s55 (estabelecido nas seletivas). A medalha de prata ficou com o também brasileiro Phelipe Rodrigues, que fez 24s64.   Esta é a segunda vez que os brasileiros sobem juntos ao pódio paraolímpico. Nos 100 metros livre, André Brasil foi ouro e Phelipe Rodrigues prata.   André Brasil é um dos principais nomes do País na natação Paraolimpíada. Ele já ganhou quatro medalhas, três de ouro. Além das vitórias nos 50 metros e 100 metros livre S10, o atleta foi ouro nos 100 metros borboleta e prata nos 200 metros medley.   Aos 24 anos, André Brasil tem chances de conquistar novos pódios, já que ainda participará de duas provas: 400 metros livre e 4x100 metros medley.   André Brasil nasceu no Rio de Janeiro e pratica natação desde os três meses de idade, após a constatação de paralisia infantil (poliomielite). Ele possuí no currículo oito medalhas no Parapan (seis de ouro).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.