AFP
AFP

Brasil vence Argentina e avança às oitavas no Mundial de Handebol

Seleção encara a França, nesta sexta, por 1º lugar do Grupo C

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2015 | 14h53

A seleção brasileira feminina está nas oitavas de final do Mundial de Handebol, que está sendo disputado na Dinamarca. Nesta quinta-feira, em Kolding, a equipe comandada pelo técnico Morten Soubak sofreu mais do que o esperado, mas venceu a Argentina por um placar relativamente confortável: 23 a 19. A partida foi a quarta e penúltima do Brasil no Grupo C do Mundial.

Com sete pontos, o Brasil lidera provisoriamente a chave. A França joga logo mais contra a República Democrática do Congo, lanterna do grupo, e tem tudo para vencer. Na última rodada, sexta, às 15h15 (de Brasília), Brasil e França se enfrentam para definir quem avança em primeiro.

A tendência é que quem vencer fique em primeiro e quem perder termine na terceira colocação, porque a Coreia do Sul, que empatou com Brasil e França, deve chegar aos oito pontos se confirmar o favoritismo diante de Alemanha (ainda nesta quinta) e Argentina (na sexta). Se Brasil e França empatarem, aí o grupo teria um empate tríplice na ponta.

A Argentina, por sua vez, soma apenas os dois pontos da vitória sobre o Congo e confiava na possibilidade de vencer o Brasil, um velho conhecido, para seguir sonhando com a classificação.

Assim como na final dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, o Brasil fez um primeiro tempo lento contra a Argentina, errando demais no ataque e dando espaços na defesa. As argentinas aproveitaram e chegaram a estar vencendo por 7 a 6 depois de 21 minutos de partida. Só aí o time brasileiro acordou. Fez cinco gols em oito minutos e foi para o intervalo ganhando por 11 a 8.

Na segunda etapa, o Brasil chegou a abrir cinco gols de vantagem logo de início, mas permitiu à Argentina encostar em 16 a 14. Quando a coisa apertou, o time brasileiro resolveu jogar e fechou a partida com 23 a 19 no placar, desempenho muito parecido da final do Pan: 25 a 20.

Melhor do mundo em 2012, Alexandra nem jogou. Ela e Jessica Quintino, as pontas titulares da seleção, foram substituídas por Fernanda (três gols) e Célia (quatro). Deonise foi a artilheira, com sete gols, enquanto Ana Paula marcou quatro. Duda desta vez não esteve bem no ataque, com apenas dois.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.