Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Brasileira perde para francesa e cai nas quartas, mas faz história na esgrima

Nathalie Moellhausen nasceu na Itália e se naturalizou brasileira; atleta volta a competir na prova por equipes

Fabio Grellet, Estadão Conteúdo

06 de agosto de 2016 | 17h15

A esgrimista brasileira Nathalie Moellhausen, de 30 anos, foi eliminada neste sábado do torneio olímpico de esgrima na categoria espada individual feminina. Ela perdeu nas quartas de final para a francesa Lauren Rembi por 15 a 12, na Arena Carioca 3, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio).

Mesmo assim, Nathalie fez história para o Brasil, pois esse é o melhor resultado da história do país nesta modalidade em todos os Jogos Olímpicos. Até o Rio-2016, o melhor resultado do país havia sido obtido por Renzo Agresta em Atenas-2004 e Pequim-2008, edições da Olimpíada na qual foi por às oitavas de final no sabre.

O duelo válido pelas quartas de final foi bastante equilibrado e definido apenas em sua parte derradeira. Horas mais cedo, Nathalie havia superado a francesa Marie-Florence Candassamy, também pelo placar de 15 a 12, nas oitavas de final, depois de ter estreado superando a norte-americana Kelley Hurley, curiosamente também por 15 a 12.

Filha de mãe brasileira, Nathalie nasceu na Itália e se naturalizou brasileira. Agora, ela voltará a competir nos Jogos do Rio na próxima quinta-feira, na competição por equipes na espada ao lado de Amanda Simeão e Rayssa Costa.

 

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Mande um WhatsApp para o número (11) 99371-2832 e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio 2016" e convide seus amigos para participar também!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.