Brasileiras tentam controlar ansiedade no vôlei feminino

Equipe sabe que terá uma pedreira pela frente na semifinal e por isso quer evitar a euforia em Pequim

Agência Estado,

19 de agosto de 2008 | 04h35

Com uma campanha perfeita até agora na Olimpíada de Pequim, a seleção brasileira feminina de vôlei já está na semifinal, após vencer o Japão por 3 sets a 0 nesta terça-feira. Para as jogadoras do Brasil, ao invés de comemorar, agora é hora de controlar a ansiedade, diante da proximidade da conquista de medalha.Veja também: Brasil vence e chega à semifinal no vôlei feminino em Pequim A campanha brasileira na Olimpíada de PequimContra o Japão, o Brasil somou sua sexta vitória em seis jogos na Olimpíada, sendo todas por 3 sets a 0. Assim, passou para a semifinal, quando irá enfrentar China ou Rússia. "O que vier agora será uma pedreira para a gente", admitiu a líbero Fabi, ao falar do confronto da próxima quinta.A excelente campanha deixa as brasileiras confiantes, mas elas também tentam controlar a ansiedade. "Tem quatro anos que a gente tem vivido intensamente os dias, sonhando em chegar nessa fase", afirmou Fabi. "Está tudo dando certo. Espero que a gente se mantenha focada", disse a ponteira Paula Pequeno.Para Sheilla, as jogadoras brasileiras estão "controlando a ansiedade". "Não pode ficar eufórica demais. Mas o time está bem concentrado, não vai atrapalhar", explicou a oposto titular da seleção. "É um momento muito bacana do time, todo mundo está individualmente jogando bem", completou Paula Pequeno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.