Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Brasileiro erra e dupla fica em último nos saltos ornamentais

Ian Matos e Luiz Felipe Outerelo se despedem da Olimpíada do Rio

Estadão Conteúdo

10 de agosto de 2016 | 18h00

Os brasileiros Ian Matos e Luiz Felipe Outerelo foram mal nesta quarta-feira e acabaram somente na última colocação da disputa sincronizada dos saltos ornamentais no trampolim de três metros. Se chegaram à Olimpíada do Rio sem qualquer responsabilidade por resultado, ao menos esperavam executar os movimentos sem grandes falhas, o que não aconteceu.

No segundo salto, que já tinha grau de dificuldade baixo, os brasileiros ficaram com a péssima nota de 28,80. Isso porque Luiz Felipe Outerelo se desequilibrou na hora de saltar, não conseguiu realizar os movimentos como queria e caiu quase de costas na piscina ainda verde, em meio à polêmica pela cor da água.

No total, a dupla do País somou 332,61 de nota, mais de 50 atrás da penúltima colocada Rússia, que teve 385,17. O ouro ficou com a dupla britânica composta por Jack Laugher Chris Mears, que somou 454,32.

Esta, aliás, foi a primeira prova de saltos ornamentais dos Jogos do Rio que não foi vencida pela China até o momento. Yuan Cao e Kai Qin ficaram com o bronze com 443,70 de soma. Os norte-americanos Sam Dorman e Mike Hixon levaram a prata, com 450,21.

 

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Adicione o número (11) 99371-2832 aos seus contatos, mande um WhatsApp para nós e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio-2016" e convide seus amigos para participar também!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.