Divulgação/CBT
Divulgação/CBT

Brasileiro garantido no tênis nos Jogos de Tóquio, João Menezes já sente 'friozinho na barriga'

Após ouro no Pan de Lima, tenista já sente a emoção de representar o País novamente, agora na Olimpíada no Japão

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

15 de junho de 2021 | 15h01

Após alguns meses de espera, o tenista brasileiro João Menezes enfim foi confirmado nos Jogos de Tóquio. Ele tinha sido campeão no Pan de Lima, mas para garantir sua presença na Olimpíada precisava ficar entre os 300 atletas mais bem colocados do mundo no ranking da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais). Conseguiu e agora já está na contagem regressiva para ir ao Japão.

"Minha vaga olímpica ficou condicionada desde que eu ficasse entre os 300 do ranking. Não precisou muito de estratégia porque por causa da pandemia o ranking ficou congelado e eu praticamente já tinha conquistado todos os pontos que eu precisava para me manter entre os 300. Mas agora veio a confirmação e estou feliz", disse o tenista.

Aos 24 anos, ele se mostra radiante com a possibilidade de enfrentar os melhores do mundo no Japão. "A sensação de ter carimbado a vaga nos Jogos de Tóquio é muito boa. Estou me sentindo bem e agora está muito perto. A Olimpíada deixa de ser um rumor, está chegando e já começa a aparecer um friozinho na barriga", afirmou, mostrando descontração.

Ele conta que os Jogos Pan-Americanos em 2019 foram muito importantes, pois foi lá naquele torneio de simples, que alguns atletas muitas vezes recusam participar, que ele surpreendeu, desbancou favoritos e se classificou para Tóquio. "O Pan de Lima mudou minha vida, até pelo reconhecimento que eu tive e pela sensação de ter um grande resultado em um torneio desse representando o Brasil", avisou.

Atualmente João Menezes está na 206ª colocação no ranking mundial. Os outros classificados para os Jogos de Tóquio não foram anunciados ainda . O Brasil tem a possibilidade de ter Thiago Monteiro em simples, mas depende de algumas desistências, e nas duplas deve ter Marcelo Melo e Bruno Soares. Dependendo de outras combinações, Soares poderia até participar da competição de dupla mista.

Já com o passaporte carimbado, Menezes aguarda que outros brasileiros possam disputar os Jogos, mas quer aproveitar sua chance de ouro para curtir o maior evento esportivo do planeta. "Eu gosto de representar o Brasil, não tive tantas oportunidades, mas sempre que fui chamado fiz questão de atender. Sempre estarei disponível e as pretensões em Tóquio são as mais simples possíveis. Quero ir lá e viver uma boa experiência, dando meu melhor. Quero desfrutar dessa experiência única e o resultado que vier será bom", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.