Ivan Alvarado/ Reuters
Ivan Alvarado/ Reuters

Brasileiros estreiam com posições intermediárias na vela em Tóquio; dupla fica em 3º na 470

Campeãs olímpicas, Kahena Kunze e Martine Grael seguem bem posicionadas na briga por medalha na 49er FX

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2021 | 07h08

O dia foi repleto de regatas para os velejadores brasileiros nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ao todo, competindo por sete diferentes classes, foram realizadas 18 regatas. A melhor posição alcançada foi com a dupla Henrique Haddad e Bruno Bethlem na segunda regata da classe 470. Eles terminaram no 3º lugar. Na primeira regata do dia, Haddad e Bethlem ficaram em 16º.

Quem também voltou às águas japonesas foram Kahena Kunze e Martine Grael, campeãs na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016. Nas três atividades ocorridas nesta quarta-feira na classe 49er FX, as brasileiras conseguiram 10º, 7º e 6º lugares, respectivamente. Após seis regatas, as atuais campeãs estão em na classificação geral.

O dia também foi marcado por outras estreias. Na classe Nacra 17, Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino fizeram três regatas e conquistaram 10º, 14º e 9º lugares, que os deixam na 11ª posição. Pela 470 feminina, a dupla Fernanda Oliveira e Ana Barbachan não começou com uma boa exibição e encerrou a primeira regata apenas na 16ª posição. Em seguida, veio a recuperação, e as brasileiras chegaram ao 6º lugar. Com estes resultados, ficam em 11º lugar no geral.

Na classe Finn, Jorge Zarif terminou a terceira regata na 15ª posição. Na quarta regata, a colocação foi um pouco melhor, 9º. Agora, ele ocupa o 13º lugar no geral. Já na classe 49er, Gabriel Borges e Marco Grael ficaram na 16ª (segunda regata), 12ª (terceira regata) e 9ª (quarta regata) posições. Pela RS:X, Patrícia Freitas conseguiu 9º, 7º e 18º lugares nas três regatas realizadas hoje. A velejadora ocupa a 10ª colocação na classe após nove regatas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.