EFE/ Facundo Arrizabalaga
EFE/ Facundo Arrizabalaga

Britânico supera sueco no último buraco e leva ouro no golfe; brasileiro é o 39º

Justin Rose é primeiro colocado da modalidade nos Jogos depois de 112 anos

Estadão Conteúdo

14 Agosto 2016 | 17h32

Em uma final bastante disputada nos Jogos Olímpicos do Rio, o britânico Justin Rose superou o sueco Henrik Stenson neste domingo e conquistou a medalha de ouro no golfe, modalidade que voltou a ser disputada na Olimpíada após 112 anos.

Rose sucede o canadense George Lyon, último golfista campeão olímpico, que subiu no degrau mais alto do pódio nos Jogos de Saint Louis, em 1904. Para alcançar a conquista no Rio, o britânico conseguiu fazer a diferença somente no último buraco.

Ele e o sueco chegaram para a 18º rodada empatados. Foi então que o britânico conseguiu um birdie, que é quando o jogador acerta o buraco com uma jogada a menos do que o mínimo necessário - cada um dos buracos no circuito tem um mínimo de tacadas obrigatórias. Enquanto isso, o sueco precisou dar uma tacada a mais para finalizar a prova, o que é chamado de bogey.

Rose, que no sábado havia assumido a liderança da competição pela primeira vez, finalizou as quatro voltas da competição com 268 tacadas, duas a menos do que Stenson. A medalha de bronze foi para o norte-americano Matt Kuchar, com 271.

O brasileiro Adilson da Silva conseguiu melhorar um pouco a sua colocação do dia anterior. Depois de finalizar o sábado em 42º lugar, ele subiu três posições e fechou os Jogos Olímpicos em 39º lugar, com 285 tacadas.

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Mande um WhatsApp para o número (11) 99371-2832 e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio 2016" e convide seus amigos para participar também!

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.