Satiro Sodré/Cbda
Satiro Sodré/Cbda

Bruno Fratus atinge índice olímpico e fica perto de garantir vaga nos Jogos de Tóquio

Nadador ainda pode perder o lugar, mas seria necessário uma grande combinação de resultados na seletiva nacional

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2021 | 17h40

O nadador brasileiro Bruno Fratus praticamente garantiu a sua vaga nos Jogos Olímpicos na tarde deste sábado. O atleta venceu a etapa de Mission Viejo do Circuito Americano de Natação nos 50m livre com o tempo de 21s80, abaixo do índice olímpico (22s 01).

Por ter atingido o índice, Fratus assegurou uma vaga ao Brasil nos 50m livre natação em Tóquio. O nadador só perde a vaga se outros dois atletas fizerem tempos mais baixos na seletiva nacional, entre 19 e 24 abril, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro.

Contudo, há uma possibilidade que faria o Brasil perder a vaga: caso Fratus se lesionasse e nenhum outro nadador brasileiro consiga nadar abaixo do índice A. Caso isso ocorra, o País não teria representante nos 50m livre na Olimpíada.

Por conta do momento ruim do Brasil na pandemia, Fratus entrou em acordo com a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) para fazer sua tentativa de índice olímpico em Mission Viejo e não viajará ao Rio para a seletiva. O nadador mora nos Estados Unidos desde 2014.

"A decisão da confederação brasileira (de ele fazer a seletiva particular em Mission Viejo) chegou em cima da hora. Então eu tive que me apressar e fazer o polimento o mais rapidamente possível e raspar. Acho que foi ok, 21s73 na noite passada (a semifinal), 21s8 hoje. Depois de toda a crise da covid, quarentena, ter a piscina fechada é um bom resultado. Estou feliz com ele", comentou após a prova.

Em Mission Viejo, Fratus superou o atual campeão mundial dos 50m livre, Caeleb Dressel que fez o tempo de 21s 83. O brasileiro é o atual vice-campeão mundial e uma das principais apostas de medalha do Brasil na Olimpíada de Tóquio. Além dele, o Brasil está classificado nos revezamentos masculinos: 4x100m livre, 4x200m livre e 4x100m medley na natação até o momento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.