Antonio Lacerda/EFE
Antonio Lacerda/EFE

Soares e Sá aprovam quadra do Centro Olímpico de Tênis

Tenistas são os primeiros brasileiros profissionais a testar palco

Estadão Conteúdo

12 de dezembro de 2015 | 10h33

Primeiros tenistas profissionais brasileiros a testar o Centro Olímpico de Tênis, Bruno Soares e André Sá aprovaram a quadra de piso rápido erguida na Barra. Os dois participaram de uma exibição de duplas na sexta-feira como parte do evento-teste dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

"A quadra central está muito bonita, pude conhecer ontem e hoje dentro dela, já sentindo a experiência como jogador com essa partida, fazendo parte do evento-teste, e realmente está muito boa, gostei da velocidade, de como ela está jogando", disse Soares, atual número 22 do ranking de duplas da ATP.

Soares disputará a Olimpíada ao lado de Marcelo Melo, atual número 1 das duplas - Melo não participou do evento porque joga torneio de exibição na Índia. "Acho que para nós vai ser muito bom ter jogado já para quando chegar a Olimpíada já ter tido a sensação de tudo o que a gente vai ter aqui durante os jogos", afirmou Soares.

Soares formou dupla com João Souza, o Feijão, contra Sá e Marcelo Demoliner, que levaram a melhor. Venceram por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 3/6 e 10/7, em 1h31min. "Foi uma experiência ótima. Acho que deu tudo certo. A velocidade do jogo, o clima, acho que foi tudo legal, tudo passou no teste. Todo mundo se sentiu confortável na quadra, acho que a visibilidade também foi boa, a distância da arquibancada e das cadeiras de juízes, a gente se sentiu bem", avaliou o veterano André Sá.

Aos 38 anos, Sá fez a avaliação com a experiência de quem já disputou três edições dos Jogos Olímpicos. "Ainda faltam seis meses e está tudo bem encaminhado, joguei as três últimas Olimpíadas e aqui não está deixando nada a desejar em relação às outras edições", comparou.

O evento-teste, que teve início na quinta-feira, tem sequência neste sábado com uma exibição entre Thomaz Bellucci, atual número 1 do Brasil, e Orlando Luz, uma das promessas do tênis nacional, a partir das 16h30.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.